Cosmiatria
Preenchimentos


Os preenchimentos faciais visam trazer de volta o aspecto jovial perdido com o passar do tempo.

Qual o conceito de beleza imposto pela sociedade? O que define uma pessoa como bela?

Na verdade nada mais é do que estar contente com si mesma!

Tecnicamente falando seria um conjunto de fatores:

1. Uma boa pele, lisa sem muitas manchas, uniforme.
2. Um cabelo bem cuidado, brilhante.
3. Uma face com contornos bem definidos com uma boa projeção de maçã do rosto e contorno da mandíbula definindo um limite entre a face e o pescoço.
4. Um nariz harmônico a face
5. Simetria entre as porções da face.

E por fim olhos claros seria uma espécie de bônus, algo a mais.

Os preenchimentos faciais visam trazer harmonia face tornando – mais bela.

Três são os materiais utilizados para prenchimentos:
- Bioplastia – Polimetilmetacrilato
- Ácido Hialurônico
- Gordura autógena

Bioplastia:

O uso de PMMA ( polimetilmetacrilato ) no campo médico é prática comum desde 1945. O PMMA é aplicado em próteses dentais, implantes nas costelas, cimento de osso, lentes inter-ocular, material do reparo para a cirurgia cranio-facial além de outros dispositivos médicos.

Por ser inerte e biocompatível os implantes de PMMA foram discutidos positivamente em muitos artigos científicos.

As experiências animais com microesferas de PMMA foram iniciadas em 1985 na Universidade de Frankfurt com o intuito de provar o biocompatibilidade do material. O primeiro uso com o material no aumento de tecidos humanos começaram em 1989 e entre 1989 e 1999 foram usados em 200 000 pacientes conforme descrito por Lemperle (2003).Todos os estudos de caso de Artecoll mostraram um grau elevado de segurança e de uma taxa extremamente baixa da complicação.

A bioplastia é realizada sob anestesia local, sem sangramento, com curta duração nos procedimentos. Como não existe necessidade de sedação o paciente permanece acordado no transcorrer do procedimento participando ativamente, podendo opinar quanto ao volume e forma a ser dado na região escolhida.

A bioplastia surgiu no Brasil há cerca de 18 anos.

Seu criador o Dr Almir Nácul conceituou bioplastia como a Plástica sem cortes e sem cirurgia realizada através da injeção de um biomaterial em planos profundos. As áreas de possível uso são: face, glúteos, panturrilhas, peitorais, entre outras.

Com a bioplastia facial podemos definir corrigir imperfeições, e projetar a "maçã do rosto" traço de jovialidade que perdemos com a idade. A bioplastia da linha da mandíbula pode definir melhor a divisão entre a face (linha da mandíbula) e o pescoço. Com o preenchimento do local ainda teremos uma diminuição da flacidez tissular, com um resultado semelhante a um lifting, principalmente quando realizado um conjunto com a maça do rosto (malar).

Com a Bioplastia do nariz podemos elevar a ponta nasal, afinar a ponta do nariz, diminuir a base nasal, projetar a ponta do nariz e melhorar o dorso nasal, tudo vai depender de cada paciente. O procedimento é realizado sob anestesia local onde o paciente permanece com o curativo de 7 a 14 dias dependendo do procedimento. No queixo (mento) podemos aumentar protuir, corrigir imperfeições e assimetrias com o implante, sem cirurgia nem sangramento sendo um procedimento minimamente invasivo.

Desde o inicio de sua utilização, a bioplastia foi e ainda é motivo de grande discussão. Pelo fato de ter sido amplamente difundida no meio médico e utilizada algumas vezes por profissionais sem qualificação, tais como clínicos gerais, médicos esteticistas ( especialidade que não existe para o conselho federal de medicina) e até mesmo dermatologistas, foi motivo de complicações muitas vezes graves.

Hoje é reconhecido como procedimento seguro pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica desde que realizado por profissional qualificado. As complicações relacionadas a bioplastia são: desconforto a aplicação, eritema discreto após a aplicação e inchaço discreto que normalmente desaparece com 3 dias.

Está descrita na literatura casos de injeção intravascular e necrose de pele por não ter sido usado microcânula para injeção. Também é descrito formação de nódulos sobretudo quando usado em lábios.

Ácido Hialurônico

Por ser produzido pelo próprio organismo, o ácido hialurônico é absorvido naturalmente em um período de seis meses a um ano, dependendo do tipo de tratamento e da pele de cada paciente.

Esse tipo de preenchimento é indicado para rugas finas e leves, porque é aplicado na derme, camada superficial da pele. O AH auxilia na correção de sulcos pouco profundos, lábios, depressão sob os olhos, entre outras.

A aplicação é rápida e praticamente indolor. A pele da área tratada pode ficar levemente avermelhada e inchada, mas nada que impeça o paciente de continuar suas atividades normais até o fim do dia.

O AH é absorvido pelo organismo, por isso seu efeito dura, em média, 8 meses. Mas fatores individuais podem alterar a duração do resultado.

Lipoenxertia facial

A lipoenxertia facial é a utilização de gordura processada do próprio paciente para preenchimento como na bioplastia ou na utilização do ácido hialurônico. Tem vantagem de não ser material sintético sem possibilidade de rejeição.






 
  Avenida Humaitá 224, segundo andar - Zona 4
Maringá Paraná _ Brasil. - CEP 87014200
Tel. 3025.4171